Árvore dos desejos


Uma vez um homem estava viajando e, acidentalmente, entrou no paraíso. E no conceito indiano de paraíso existem árvores dos desejos. Você simplesmente senta debaixo delas, deseja qualquer coisa e imediatamente seu desejo é realizado. Não há intervalo entre o desejo e sua realização. O homem estava cansado e pegou no sono debaixo da árvore dos desejos. Quando despertou, estava com tanta fome que disse em voz alta:

- Estou com muita fome. Desejaria poder conseguir alguma comida de algum lugar.

Imediatamente apareceu comida vinda do nada – simplesmente uma deliciosa comida flutuando no ar. Ele estava tão faminto que não prestou atenção de onde a comida viera. (Quando se está com fome, não se é filósofo). Começou a comer imediatamente a comida tão deliciosa. Em seguida, olhou à sua volta. Agora estava satisfeito. Outro pensamento surgiu em sua mente: “Se ao menos pudesse conseguir algo para beber...” E como não há proibições no paraíso, imediatamente apareceu um excelente vinho. Bebendo o vinho relaxadamente na brisa fresca do paraíso, sob a sombra da árvore, começou a pensar: “O que está acontecendo? Estou sonhando ou existem espíritos ao redor que estão fazendo truques comigo?” E espíritos aparecem.

Eram ferozes, horríveis, nauseantes. Ele começou a tremer, e um pensamento surgiu em sua mente:

“Agora vou ser assassinado, com certeza!”

E ele foi assassinado.

Nenhum comentário: